Conselho de Ética da Alerj convoca Lucinha para depor sobre acusações de envolvimento com a milícia

  • 24/05/2024
(Foto: Reprodução)
Os parlamentares decidiram intimar a colega para depor no dia 4 de junho. Lucinha pode escolher comparecer ou não à sessão. Lucinha (PSD) Divulgação O Conselho de Ética da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) se reuniu nesta quinta-feira (23) e deu mais um passo que que poderá levar à cassação da deputada Lucinha (PSD). Durante o encontro, os parlamentares decidiram convocar a colega para depor no dia 4 de junho. Lucinha, que pode escolher comparecer ou não à sessão, será ouvida sobre as acusações de que é ligada da maior milícia da Zona Oeste, controlada pelo miliciano Luiz Antônio da Silva Braga, o Zinho. A região também é seu reduto eleitoral e, segundo investigações da Polícia Federal, Lucinha seria o braço político do grupo na Alerj. No último mês, ela foi indiciada pela PF por suspeita de envolvimento com os paramilitares. Ela sempre negou. LEIA TAMBÉM: Áudios revelam preocupação de deputada Lucinha em favorecer milícia de Zinho na Zona Oeste Entenda 5 casos em que Lucinha teria tentado ajudar milícia de Zinho, segundo PF e MP Na última semana, os advogados de Lúcia Helena Pinto de Barros entregaram as alegações prévias de defesa por escrito ao Conselho de Ética. O processo corre em sigilo de Justiça. De acordo com o Código de Ética da Alerj, o processo seguirá agora com as diligências e instruções probatórias por até 120 dias. Nessa fase, testemunhas também serão ouvidas, além de pedidos de novos documentos à PF e ao Tribunal de Justiça do RJ. Seja qual for o parecer do Conselho, caberá o plenário decidir novamente o futuro de Lucinha. Lucinha Divulgação O caso Lucinha se arrasta no Conselho de Ética desde o fim do ano passado. Em dezembro, a deputada foi alvo da Operação Batismo, da Polícia Federal e do MPRJ, que apura a participação e articulação política dela para beneficiar Zinho. Durante a ação, ela chegou a ser afastada das funções políticas. A investigação na Alerj avança quase quatro meses depois que o plenário da Casa decidiu manter Lucinha no cargo. Na ocasião, os deputados também decidiram dar início a uma investigação no Conselho de Ética. Nesse período, dois relatores já estiveram à frente dos trabalhos na comissão. O atual relator é o deputado Vinícius Cozollino — sobrinho da ex-deputada estadual Jane Cozzolino, do então PTC, que em 2008, foi cassada pela Alerj por falta de decoro parlamentar. Jane foi acusada de integrar uma quadrilha que estava envolvida no esquema de fraude do auxílio-educação, pago a servidores da Alerj.

FONTE: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2024/05/24/conselho-de-etica-da-alerj-convoca-lucinha-para-depor-sobre-acusacoes-de-envolvimento-com-a-milicia.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 5

top1
1. Whats Up

4 Non Blonds

top2
2. Como Eu Quero

Kid Abelha

top3
3. Knife

RockWell

top4
4. Muito Estranho

Dalto

top5
5. We Are The World

USA For Africa

Anunciantes